[Fábula de Esopo] O javali e a raposa

E vemos como o português da Enciclopédia Universal da Fábula é fantástico quando percebemos que até em uma mini-fábula de dois parágrafos podemos aprender novas palavras e modos de dizer. Um javali, aos pés de uma árvore, afiava cuidadosamente as presas. Perguntou-lhe uma raposa porque fazia aquilo, uma vez que não havia caçadores nem perigos … Continue lendo [Fábula de Esopo] O javali e a raposa

[Fábula de Esopo] Os navegantes

Mais uma fábula da Grécia que nos traz uma reflexão interessante e novas palavras para ampliar nosso vocabulário. Vários indivíduos, embarcando em um navio, começaram a sulcar as águas. Em alto mar, desencadeou-se violenta tempestade que ameaçou afundar o barco. Um dos navegantes, rasgando as vestes, começou a invocar os deuses, gemendo e chorando, e … Continue lendo [Fábula de Esopo] Os navegantes

[História russa] A Roupa Luminosa

Continuamos nossa turnê, conhecendo histórias do leste da Europa e aprendendo novas palavras. A lenda desta semana vem da Rússia — ou melhor, do antigo Rus, território que corresponde à atual Ucrânia e de onde veio o nome do Império Russo, que ali começou. Entre os contos tradicionais dessa região encontram-se muitas que, como a … Continue lendo [História russa] A Roupa Luminosa

[Lenda da Polônia] Sigismundo, o Sábio

Na semana passada, aumentamos nosso vocabulário lendo um conto tradicional da Letônia. Hoje é a vez de uma antiga lenda da Polônia (sim, continuamos no Leste Europeu), que nos fala sobre o conflito dos poloneses com um povo invasor. Notemos a abundância de novas palavras neste texto, palavras que o embelezam e enriquecem. E não … Continue lendo [Lenda da Polônia] Sigismundo, o Sábio

[Lenda da Letônia] As Lágrimas do Poeta

Notemos a riqueza de vocabulário deste texto, tradução de uma lenda da Letônia (país à margem do Mar Báltico). Ela nos fala do poder da música, numa linguagem muito poética, rica em imagens e metáforas. Amari, o poeta, cantava a sua alegria, cantava a sua esperança. Saíam-lhe dos lábios purpurinos, dos lábios delicadíssimos, palavras cintilantes … Continue lendo [Lenda da Letônia] As Lágrimas do Poeta