[Lenda da Rutênia] O nascimento de um herói

Volga nasceu de uma serpente verde. Nesse dia, sobre a terra toda, que sucessivos terremotos reduziram a escombros, desabou prolongada chuva de sangue quente. Durante sete dias e sete noites conservaram-se os homens, transidos de medo, fechados a sete chaves em suas casas; nem as bestas-feras mais sanguinárias se abalançaram a por o focinho para … Continue lendo [Lenda da Rutênia] O nascimento de um herói

[História para o Dia da Mães] O Globo de Cristal

Uma lenda japonesa sobre o amor materno. Era uma vez, há muitos e muitos séculos, um poderoso senhor que se chamava Kamatari, o qual tinha uma filha, Koha, graciosa e suave. Quando Koha completou dezoito anos, foi celebrado seu casamento com o Imperador China-Koso. Nessa ocasião, ela fez uma oferenda aos deuses, como era uso … Continue lendo [História para o Dia da Mães] O Globo de Cristal

[Translated poetry analysis] Disquiet and stillness

It's fascinating to see two literary texts which, though written 180 years apart, match as perfectly as if one author had meant to answer the other. The first text is a prose passage from the novella René, by French writer François-René de Chateaubriand (1768-1848). The second is a short poem by the German philosopher Frithjof … Continue lendo [Translated poetry analysis] Disquiet and stillness